Saturday, June 25, 2016

~

desconheço-te
amor
quase toquei
no teu rosto
quase abracei
sorrindo
o teu partir
constante

fomos sempre
os dois
sozinhos

silêncios
partilhados

infinito

outro caminho

o meu presente
figurado
não foi além
de sonhar-te

ser-me
enquanto ser-te
foi silogismo
ingénuo e ilógico

desconheço-te
amor
no particípio
do tempo
que se esgota

existirás

terás existido
em mim?

No comments: