Thursday, February 25, 2016

~

tempo prévio
porque te revelas
sem teres chegado

melodia esparsa

daqueloutro dia
qualquer

escutei-te já

num sem onde
seguro e calmo

soubesse eu

por onde
regressar-te

mas o caminho

que se abre
é num sentido só

e eu estou diferente

também
como tu antecipado

reconhecer-me

noutrora
é estranhar-me

porque o corpo falha

mas o sentir cresce
imaterial e livre

No comments: