Wednesday, February 3, 2016

~

leva-nos a vida
em incompreensão
e falta

somos vazio 
inabitável

margem 
de olhar
profundo 
por que
nos não 
vêm

ansiamos
relutantes
pela noite

é nela
o beijo
maternal

o abraço
único
que nos
afasta
do medo

da inquietude
constante
que se sente
e não explica

(...)

quando o mundo
é submerso 
no silêncio 
do sono

quando 
só 
o nosso ruído
brade

se somos felizes

?

No comments: