Wednesday, October 24, 2012

~


foto retirada de www.olhares.com (link)

~

mais perto
estivesse eu
das causas
justas
do outrora
nosso
amanhã 
perfeito

mais perto
estivesse eu
do instante-ausência
quando desconhecidos
desprotegidos quase
em silêncios
e gestos excedentários
a nós
não contestávamos
a distância
do mar 
azul e claro
que sonhámos

mais perto
estivesse eu
das palavras
que negámos
da arrogância
de querer estar longe
sem motivo a mais
além de quatro paredes
de pedra
impiedosa e fria
que eram futuro
e vida
e abraço
que se exigia
livre

mais perto
estivesse eu
do verbo
e o tempo
fosse mais
do que este
vazio desconexo
por que intentamos
ser felizes

mais perto
estivesse eu
do amor
[ou pelo menos
da sua evidência]
 

No comments: