Tuesday, September 18, 2012

~



fazes-me falta
tu
que não sei
que és
quem és
força bruta
do abraço
intérmino
fôlego restante
do meu corpo
que em ti
e por ti
sente
e quer
e deseja
força bruta
do que não há
no silêncio-brado
em que és
tu
quando te não
penso
e sinto apenas
da tua presença
ausente
que é amor
e música
e verdade
inacessível

(…)

2 comments:

Ana said...
This comment has been removed by the author.
Ana said...

Fazem falta as palavras e o dizer do sentir !