Sunday, September 16, 2012

~


sem caminho 
por que seguir
que não seja dúvida
e saudade
e saber-nostálgico 
daquilo que não tive 
nunca

de ti 
que não existes
além de mim 
que me excluo 
toda

da verdade
que ao ser 
se extingue
em esperanças
 débeis

.

não sei o que fazer
por onde a vida
me não quer


no sorriso
aberto e largo 
que me resta

(...)

No comments: